Connect with us

Sem categoria

10 lugares imperdíveis para conhecer caminhando em Milão

Não vale apenas passar em frente para fotos, o bacana é conhecer dentro da catedral. Uma maravilha medieval, com: revestimento de mármore de Candoglia, os vitrais que vão do século 13 ao século 20 e contam as histórias da bíblia, o coro de madeira, os órgãos seculares, a cripta de São Carlos, os restos romanos nos subterrâneos e a magnética estátua

Published

on

1. Duomo – o cartão postal de Milão

Não vale apenas passar em frente para fotos, o bacana é conhecer dentro da catedral. Uma maravilha medieval, com:  revestimento de mármore de Candoglia, os vitrais que vão do século 13 ao século 20 e contam as histórias da bíblia, o coro de madeira, os órgãos seculares, a cripta de São Carlos, os restos romanos nos subterrâneos e a magnética estátua de São Bartolomeu apóstolo, que segura a sua própria pele e mostra aos cristão e não, o seu martírio.

Mas a visita não vai ser completa se você não se aventurar pelas alturas e visitar os telhados. Uma galeria de esculturas a céu aberto, se perca entre os seus 135 pináculos ( pontos mais altos) e respectivas estátuas,  já que os detalhes lá de cima são ainda mais surpreendentes.

2. Passear  na Galeria Vittorio Emanuele

Pensada como um corredor entre a Praça Duomo e Praça Scala, era usada pela burguesia milanesa para passear antes ou depois dos espetáculos do Teatro Scala.

Emoldurando toda a bela construção em estilo eclético de ferro e vidro, as lojas como a primeira Prada aberta na Itália e os restaurantes e bares históricos como o Camparino e Biffi.

Ainda hoje é chamado “Il Salotto di Milano”, no sentido de sala de estar e não é difícil se sentir um dandy sentado em umas das mesas, mesmo para um simples (e caro) café.

3. Teatro Scala

Ver um espetáculo qualquer no Teatro Scala requer uma certa dose de organização . O Scala é concorrido, afinal esse ainda é o maior teatro de lírica do mundo.

Claro, passar 2 horas alí dentro, apreciando um ballet ou uma boa música é uma grande experiência, mas se isso não for possível, compre um bilhete para o museu depois de checar (na plaquinha que fica fora), que a visão da sala esteja disponível. Quando você entra no museu, vá para o lado esquerdo e um dos camarotes estará aberto. Dalí você pode vislumbrar o visual da sala e seu lindo lustre de Murano.

4. Comer um panzerotto no Luini

Se você está no centro, quer comer uma coisa rápida, tem que ser o panzerotto do Luini.  Depois de anos e anos é ainda a comida de rua mais famosa da cidade.

O panzerotto não é típico de Milão (é da Puglia), mas a família Luini abriu sua padaria no final do século 19 e um dia a proprietária teve a ideia de fritar esses salgados, típicos da sua região.

Não desanime com a fila: é quase sempre grande, formada de uma mistura de turistas e locais, mas é bem rápida. Peça a sua versão (eu como sempre o clássico, frito) e vá come-lo na rua, porque o Luini nunca teve e não tem mesas.

5. Visitar a Santa Ceia

Uma das maiores e mais conhecidas obras de arte do mundo está em Milão.

Não é um quadro e sim uma parede pintada a seco e a entrada para visitação é controlada e feita a grupos de 25 pessoas a cada 15 minutos.

6. Dar uma voltinha na La Rinascente

Você pode estar interessado em compras ou não. Não importa, está  no centro, ao lado do Duomo, é a loja de departamentos milanesa por excelência e vale dar uma entrada.

Grandes marcas dividem os espaços dos 7 andares, divididos em moda feminina, masculina, infantil, maquiagem e perfumes, bolsas e acessórios, cama mesa e banho. No subsolo vale uma voltinha pelo Design Market, com acessórios para casa de todos os preços, livros e papelaria. O último andar é reservado ao Restaurant & Food Market, que fica aberto até às 24hs e tem uma bela vista para Piazza Duomo.

7. Tomar um verdadeiro sorvete Italiano

Recomendo Savini, dentro da Galleria ou Pasticceria Bar Le Tre Gazzelle ao lado do Duomo,, são sorvetes de alta qualidade, impossível não querer repetir

8. Saborear um risotto à milanesa verdadeiro

É o prato típico da cidade e é a versão do risoto feita com açafrão. Se você quer ir a fundo na experiência, a melhor pedida é a versão com o ossobuco. Como o próprio nome também já diz, uma outra especialidade da cidade é a cotoletta alla milanese, ou seja, bife à milanesa.

9. Fazer um  happy hour milanês

Quando um local sai do trabalho e vai até um bar fazer um happy hour (lá se diz aperitivo) com os amigos, não vai só tomar um drink e comer um pouco de amendoins e batatinhas. Quase sempre, ele vai jantar. Porque o happy hour milanês verdadeiro é aquele que te propõe um buffet de comidas quentes e frias à vontade.

Existem alguns bares que não tem o buffet e servem pratinhos de petiscos, mais ou menos elaborados, em cada mesa.

Qualquer que seja a versão, no final do seu dia de passeio e compras, escolha um bom bar no centro, Brera ou na área  dos canais (Navigli) e relaxe como um milanês, fazendo um aperitivo!

10. Comprar (ou não) no Quadrilátero da Moda

Corso di Porta Venezia, Via Manzoni, Via Montenapoleone e Via della Spiga. São essas as 4 ruas que formam um quadrado e fecham o que o mundo chama de Quadrilátero da Moda.

Dentro desse perímetro você encontra a maior concentração de grifes do mundo, com uma sucessão de lojas e vitrines que fazem cair os queixos, as vezes pela beleza das roupas, mas quase sempre pelos preços astronômicos.

Mas comprar no Quadrilátero da Moda de Milão não é obrigatório e olhar na custa nada, então vale uma voltinha pelas ruas elegantes, com prédios e palácios de grande beleza e muitas vezes ignorados pelos turistas.

A minha preferida é Via della Spiga, que é a mais estreita e a única completamente proibida ao tráfego. Mas também tem seu charme Via Gesù, Borgospesso, Sant’Andrea.

 

Galeria de fotos Milão:

 

Continue Reading

Pesquisar

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar nos títulos
Pesquisar nos conteúdos
Pesquisar nos posts
Pesquisar nas páginas

PARCEIROS

Newsletter

Cadastre-se para receber nossas novidades!

Facebook

Instagram

  • O que falar sobre o por do sol em Urubici? Aliás, o que falar sobre este lugar tão especial, com uma energia inexplicável? Urubici tem a maior variedade de pontos turísticos da região, com destaque para o Morro da Igreja, a Serra do Corvo Branco ( para motociclistas é imperdível). E a Cascata do Avencal. 
Foto by @idario.cafe #tourdacrosser2019 #TourDaCrosser #TourInterativoCrosser #xtzcrosser #crosser150 #yamahacrosser #onroad #ofroad #foradeestrada #AceleradaParaSerFeliz #Acelerada #Lifestyle #MotoTerapia #mulheresmotociclistas
  • Olha eu aí e o amigos participantes do Tour Interativo Crosser. Hoje foram 390 km, saímos de Curitiba e seguimos para Estrada da Graciosa, parte dela fizemos  a “original estrada”, que é off Road. Depois Balsa, seguindo ate Florianópolis. Amanhã Serra do Corvo Branco, finalizando em Urubici. Só as melhores estradas né? Tá bom pra vocês? Foto by @idario.cafe #tourdacrosser2019 #TourDaCrosser #TourInterativoCrosser #xtzcrosser #crosser150 #yamahacrosser #onroad #ofroad #foradeestrada #AceleradaParaSerFeliz #Acelerada #Lifestyle #MotoTerapia #mulheresmotociclistas
  • Olha a cara de quem vai percorrer mais de 1200 curvas em um dia! Obaaa!
E assim foi! De Capão Bonito (SP) a Curitiba (PR) são, aproximadamente, 250 km. Os mais experientes dizem que esse caminho “separa os meninos dos homens”, pois as curvas exigem muita habilidade, cuidado e resistência. Acho que exageram hein!!!...pois não são curvas muito fechadas, mas sim, são muitas, uma atrás da outra! Adoroooooo! Super valeu por hoje! #tourdacrosser2019 #TourDaCrosser #TourInterativoCrosser #xtzcrosser #crosser150 #yamahacrosser #onroad #ofroad #foradeestrada #AceleradaParaSerFeliz #Acelerada #Lifestyle #MotoTerapia #mulheresmotociclistas
  • Hoje começou o Tour Interativo Crosser. Saímos de Guarulhos - São Paulo, e vamos acelerar até Rio Grande Do Sul. 
A moto? uma Yamaha Xtz Crosser 150cc. O caminho será longo, porque vamos passar pelas estradas e serras mais lindas do Brasil; Serpente, Graciosa, Urubici, Corvo Branco... e serão mais de 500 kms de terra!!! Possível realizar uma viagem longa dessas com uma moto de baixa cilindrada? Opa se dá! É o que vou mostrar pra vocês!
#tourdacrosser2019 #TourDaCrosser #TourInterativoCrosser #xtzcrosser #crosser150 #yamahacrosser #onroad #ofroad #foradeestrada #AceleradaParaSerFeliz #Acelerada #Lifestyle #MotoTerapia #mulheresmotociclistas
  • Rota 66 em São Paulo? Cola lá no site acelerada, conto tudo lá! Pra está trip fui de Harley-Davidson Softail  Deluxe, motor 107. #viajarfazbem #AceleradaParaSerFeliz #harleydavidson #harleydavidsondobrasil #hd #softaildeluxe #deluxe #107 #motor107 #motogram #lifestyle #mulheresdeharley #mulheresmotociclistas #acelerada #souacelerada #lifestyle
  • Recentemente fiz um passeio beeeeem bacana, a bordo da Harley-Davidson Deluxe 107. E logo mais publicarei a dica deste role!  #viajarfazbem #AceleradaParaSerFeliz #harleydavidson #harleydavidsondobrasil #hd #softaildeluxe #deluxe #107 #motor107 #motogram #lifestyle #mulheresdeharley #mulheresmotociclistas #acelerada #souacelerada #lifestyle
  • Tem vídeo novo no YouTube HONDA MOTOS! Da série “Elas de Honda”, eu a bordo de honda África Twin, falo sobre dicas básicas para organizar Passeios em Grupo! #elasdehonda #bigtrail #africatwin
  • Eu sinto muiiiiito de não ter testado  motos dos anos 90. Confesso que tenho uma caidinha pelos modelos “antigos”. Hoje com tanta tecnologia, pilotar estes modelos, seria ainda mais interessante! Está é uma YAMAHA DT200, ano 1994, zero km, nunca usada, da pra acreditar? Não aguentei e tive que fazer aquela foto clichê de quem “pagou um pau”. Raridade! Foto: Laner Azevedo #dt200 #yamahadt #yamahabrasil
  • Minha homenagem neste dia especial! dia internacional das mulheres #diadamulher #mulhermotociclista #diainternacionaldamulher

Siga-me!

Mais Acessados

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com