Connect with us

Lançamentos

Avaliamos a Centenária Indian Chief Classic

Nem preciso dizer que a Indian Chief Classic é uma moto que chama atenção, correto? Com design clássico, piloto automático, sistema de freios ABS, quadro e balança e alumínio, acelerador eletrônico, câmbio de 6 marchas, sistema de partida sem chave, e motor de dois cilindros em “V” de 1.811 cm³, esta foi a moto que avaliei, e …

Publicado

em

Texto: Eliana Malizia

Fotos: Cibele Sayuri

Nem preciso dizer que a Indian Chief Classic é uma moto que chama atenção por onde passa, correto?  Com design clássico, piloto automático, sistema de freios ABS, quadro e balança e alumínio, acelerador eletrônico, câmbio de 6 marchas, sistema de partida sem chave, e motor de dois cilindros em “V” de 1.811 cm³, esta foi a moto que avaliei, e confesso que foi uma experiência muito bacana. Já havia dado um role neste modelo, mas foi uma acelerada de apenas 30′ em Daytona Beach – EUA.

Como fiquei com gostinho de quero mais, estava ansiosa para rodar pra valer com a Chief. E meu dia chegou!

A indian Chief pesa 357kg ( ordem de marcha)

Os modelos da Indian são robustos, e isso assusta um pouco, não que seja difícil pilotar uma moto pesada, mas eu “mulherzinha”” de tudo, tenho dificuldade na hora de manobrar, e alguns modelos de motos custom  são chatinhos de pilotar no transito. Mas isso não acontece com os modelos Indian, ao menos com os que  já pilotei pelas ruas de Sampa ( Scout, Chief Vintage e Chief Classic), impressionante como são suaves de pilotar! bastou a primeira acelerada para sentir a suavidade da moto, ela é incrivelmente leve. O que também facilita na hora de fazer manobras em baixa, é o seu assento ( 660 mm do solo).

Quanto ao torque, assim que resolvi fazer uma ultrapassagem mais rápida, de cara senti que  a moto não é brinquedo de criança.

O  “V2” Thunder Stroke 111 de 1.811 cm³ –  torque máximo; gera 16,48 kgf.m a 3000 giros.  O número 111 do Thunder Stroke corresponde ao volume deslocado pelo motor,  em polegadas cúbicas.

Falando de motor; o atual é muito semelhante  ao  Power Plus dos anos 40. lindo e clássico!

Na estrada

O tanque de 20,8 litros é uma vantagem e fez média  18 km/l. O assento é muito confortável, senti pouca vibração, e guidão me deixou com braços semiflexionados, que ajuda muito, rodei 300km e não me senti cansada.

Fazer curva também é fácil, mesmo com 2.630 de comprimento ela responde rapidamente os comandos de direção. E o que me agradou muiiiiiito –  o conjunto de suspensões que aguentou bem trechos ruins que peguei na estrada. Isso me deu muita segurança e tranquilidade; por vezes me deparei com buracos e passei de boa. Para um modelo custom, isto é surpreendente. São seis marchas de troca macia, o acionamento da embreagem também é leve.

Outra vantagem que sempre nos deixa mais confiante,  o sistema ABS de série – conjunto de freios com duplo disco e pinça dupla de quatro pistões na dianteira; e na traseira, disco simples flutuante com pinça de dois pistões. Fizeram bem seu papel.

Instrumentos

A Classic possui um velocímetro analógico e mostrador multifunção com duplo indicador de quilometragem; ; indicador de marcha e relógio; indicador de temperatura ambiente; conta giros digital; indicador de combustível; indicador de consumo médio e voltímetro. E não é preciso tirar a mão do manete para aciona-los, é facilmente acessado por um botão do lado esquerdo do guidão.

Eu digo que a Chief Classic é uma moto para rodar tranquila, curtir a moto, a estrada, a paisagem. O que eu acrescentaria? hummm, uma ponteira com um som mais forte, mas isso é um gosto pessoal,  e não uma necessidade.


Eu sempre procuro um defeito nas motos de testes, mas  de fato este modelo é daqueles que não tem como colocar defeito.  Acredito que seja o modelo mais cobiçado da marca ( depois da  Scout). Até os cabos elétricos não ficam a vista, eles ficam escondidos no interior do guidão, e isso deixa a moto ainda mais bonita. Tudo é m uito bem pensado! 


Sabe aquela moto que você pilota e se sente seguro? Esta foi a sensação o tempo todo, de segurança, paz, tranquilidade, facilidade e diversão! Uma custom com pouquíssima vibração!

Preço R$ 79.990

A Chief Classic é vendida sem o banco para garupa; veja preço de acessórios sugeridos:

Banco traseiro R$1.989,01

Pedaleiras traseiras R$1.366,78

Marcador combustível R$1.324,60

Kit faróis auxiliares R$2.300,00

Ficha Técnica

Indian Chief Classic
Motor Dois cilindros em “V”, arrefecido a ar
Diâmetro x Curso 101mm x 113mm
Taxa de compressão 9.5:1
Capacidade 1.811 cm³
Potência Máxima n/d
Torque Máximo 16,48 kgf.m a 3000 rpm
Sistema de Alimentação Injeção Eletrônica
Partida Elétrica
Câmbio 6 velocidades
Embreagem Multidisco banhada a óleo
Transmissão final Correia dentada
Suspensão
Dianteira Garfo telescópico com tubos de 46 mm e 119 mm de curso
Traseira Monoamortecedor com 94 mm de curso e ajuste na pré-carga da mola
Freios
Dianteiro Disco simples de 300mm, com pinça de quatro pistões e ABS
Traseiro Disco simples de 300mm, com pinça de dois pistões e ABS
Rodas Liga leve – 16 polegadas
Pneus
Dianteiro 130/90-16
Traseiro 180/65-16
Quadro Alumínio
Comprimento 2.630 mm
Altura do Assento 660 mm
Distância Mínima do Solo 140 mm
Distância entre-eixos 1.730 mm
Tanque de Combustível 20,0 litros
Peso 341 kg / 357 kg
Cores: Preta e vermelha

Partindo de 1901 ( um pouco de história)

O promotor e ex-campeão de corrida de bicicleta George Hendee contratou Oscar Hedstrom para construir bicicletas com motores movidos à gasolina a fim de conseguir acompanhar a velocidade das bicicletas. Em Fevereiro, Hedstrom começou a trabalhar na “bicicleta” motorizada em uma loja em Middletown, Connecticut. Ele concluiu sua primeira “bicicleta” motorizada em Maio e a enviou para Hendee em Springfield, Massachusetts. A máquina e outras duas motocicletas Hedstrom produzidas em 1901, provaram ser poderosas e confiáveis, estabelecendo a reputação da empresa com um desempenho excelente. Mais tarde nesse mesmo ano, a primeira fábrica da empresa foi fundada na Worthington Street, em Springfield. ( fonte: site indian brasil). Leia toda história no link; http://www.indianmotorcycle.com/pt-br/history

Continue Lendo

Pesquisar

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar nos títulos
Pesquisar nos conteúdos
Pesquisar nos posts
Pesquisar nas páginas

PARCEIROS

Newsletter

Cadastre-se para receber nossas novidades!

Facebook

Instagram

Instagram did not return a 200.

Siga-me!

Mais Acessados

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com