Connect with us

Sem categoria

Mercedes-Benz é campeã mundial em aerodinâmica em quase todas as categorias

Há quase três décadas, os especialistas em aerodinâmica da Mercedes-Benz vêm quebrando um recorde após outro. No momento, os modelos da marca ocupam a melhor posição em aerodinâmica em praticamente todos os segmentos de veículos. A edição BlueEFFICIENCY do novo Classe CLA chegou até mesmo a estabelecer um novo recorde mundial com um Cd = 0,22…

Publicado

em

Há quase três décadas, os especialistas em aerodinâmica da Mercedes-Benz vêm quebrando um recorde após outro. No momento, os modelos da marca ocupam a melhor posição em aerodinâmica em praticamente todos os segmentos de veículos. A edição BlueEFFICIENCY do novo Classe CLA chegou até mesmo a estabelecer um novo recorde mundial com um Cd = 0,22 e resistência aerodinâmica (Cd x A) de 0,49. Aperfeiçoamentos altamente sofisticados, tanto no veículo como um todo como em itens específicos contribuem para esta boa performance. Da mesma forma, a nova Classe S estará no topo de seu segmento em eficiência aerodinâmica. Os modelos da Mercedes-Benz também lideram em quase todas as categorias de veículos no tocante à aeroacústica.

O ano de 1984 foi marcado pela estreia da TV a cabo na Alemanha, a pista Oeste do aeroporto de Frankfurt entrou em operação e os Jogos Olímpicos foram realizados em Los Angeles, nos Estados Unidos. No mesmo ano, a Classe E série W124 registrou um triunfo aerodinâmico, com Cd = 0,29. Foi o primeiro sedã produzido em série a alcançar um Cd abaixo de 0,30, estabelecendo um parâmetro a partir do qual todos os carros do segmento são avaliados até hoje – e que de forma nenhuma conseguem igualar.

Desde então, a Mercedes-Benz tem estabelecido um recorde aerodinâmico atrás do outro, em todas as classes e configurações de veículos. O segredo desta liderança contínua está nos seguintes fatores:

·        Boa conceituação dimensional básica e formas externas otimizadas

·        Parte inferior dos veículos otimizada aerodinamicamente, com revestimento abrangente do compartimento do motor e outros componentes inferiores

·        Grande área coberta no eixo traseiro

·        Abafador traseiro aerodinamicamente desenvolvido seguido por um difusor

·        Molduras das rodas com defletores aperfeiçoados e outros componentes, como “pestanas” nas aberturas de ventilação

·        Grande balanço dianteiro, otimizando o fluxo de ar para e sobre as molduras das rodas dianteiras

·        Design aerodinamicamente eficiente das seções dianteira e traseira e da borda traseira do teto

·        Calotas ou rodas de liga leve especialmente desenvolvidas, com baixa resistência ao vento

·        Carenagens dos espelhos externos otimizadas aerodinamicamente

·        Ombros baixos na coluna A, com geometria da coluna adaptada

·        Lábio defletor em todas as lanternas traseiras

·        Melhor vedação da seção do radiador e condução do ar para melhor uso do fluxo na refrigeração

·        Utilização de um sistema de controle do ar de refrigeração do motor (grade ajustável)

·        Vedação do contorno dos faróis

Um dos itens recentes na parte inferior do carro é o defletor patenteado das rodas já mencionado, que foi desenvolvido com a ajuda da análise do fluxo de ar. Este componente, aparentemente sem importância, reduz a turbulência indesejada do ar nas caixas das rodas de três formas: abaixando a turbulência aerodinâmica, desviando o fluxo de ar para longe das rodas e estabilizando as ondas transversais com sua borda serrilhada.  O efeito do defletor da roda ocorre da mesma forma independentemente do nível da suspensão ou das dimensões da roda.

Esse tipo de defletor foi empregado pela primeira vez no Classe B (2011), que atingiu um novo recorde para carros produzidos em série com traseira fechada: Cd = 0,26. A turbulência traseira também é consideravelmente reduzida. Com uma forma básica definida de acordo com aspectos aerodinâmicos, o grande defletor do teto atua como uma barreira ao fluxo de ar, assim como as lanternas traseiras. Um total de 278.000 horas de computação e 1.100 horas no túnel de vento foram usados no aperfeiçoamento aerodinâmico do Classe B.

O defletor da roda patenteado também é usado no Classe CLA (2013), que tem o menor de todos os CDs, tanto entre os modelos da Mercedes-Benz como entre todos os carros de série feitos no mundo – 0,23. O CLA 180 BlueEFFICIENCY Edition, com lançamento programado para junho, irá melhorar ainda mais esta marca, com Cd = 0,22.

Seja em carros compactos como o novo Classe A (2012, Cd = 0,26), cupês como o Classe E Coupé (2010, Cd = 0,24), sedãs como o Classe E (2009, Cd = 0,25), esportivos como o SL (2012, Cd = 0,27) ou SUVs como o Classe M (2011, Cd = 0,32), nunca antes veículos desses segmentos obtiveram valores de Cd tão baixos. O novo Classe S está pronto para continuar esta tendência.

Um panorama dos principais dados aerodinâmicos de toda a linha de automóveis de passageiros da Mercedes-Benz:

 

Modelo Cd Área frontal (A) m² Resistência aerodinâmica (Cd x A) m²
Classe A 0.27
BEE: 0.26
2.20
BEE: 2.20
0.59
BEE: 0.57
Classe B 0.26
BEE: 0.24
2.42
BEE: 2.42
0.63
0.58
Classe CLA 0.23
BEE: 0.22
2.21
BEE: 2.21
0.51
BEE: 0.49
Classe C¹ 0.26/0.26/0.29 2.16/2.11/2.18 0.56/0.56/0.64
Classe GLK 0.34 2.55 0.87
Classe E² 0.25/0.24/0.29/0.28 2.31/2.12/2.30/2.14 0.59/0.51/0.66/0.60
Classe CLS³ 0.26/0.29 2.28/2.30 0.59/0.66
Classe S 0.26 2.40 0.62
Classe SLK 0.30 1.98 0.59
Classe SL 0.27 2.12 0.58
Classe M 0.32 2.87 0.93
Classe GL 0.35 2.96 1.04
Classe R 0.31 2.80 0.87
Classe G 0.54 2.97 1.60
SLS AMG4 0.36/0.36 2.14/2.11 0.77/0.76

BEE = BlueEFFICIENCY Edition, 1 Sedã/Cupê/Station, 2 Sedã/Cupê/Station/Conversível, 3 Cupê/Shooting Brake, 4 Cupê/Roadster

Maior conforto de rodagem graças ao menor ruído do vento: aeroacústica

Os modelos da Mercedes-Benz também lideram em aeroacústica em quase todos os segmentos. O novo CLA terá o menor nível de ruído de vento em sua categoria. Várias medidas contribuem para este posicionamento de topo:

·        Portas sem molduras com vedação de múltiplos estágios

·        Alto efeito isolante das janelas laterais

·        Espelhos externos montados longe da carroceria com formato otimizado, já conhecidos das Classes C, E e S

O ruído externo também é minimizado pela altura reduzida do ombro da coluna A.

Graças à sua capota de tecido acústica de série, quando fechado, o Classe E Cabriolet tem um dos interiores mais silenciosos do segmento de conversíveis premium com quatro lugares e teto de tecido. A qualidade excepcional de isolamento dessa capota de tecido ressalta a notável redução do nível de ruído interno comparado às capotas de pano convencionais. O ruído proveniente de outros veículos, assim como o do vento, é absorvido mais eficientemente.

Contribuição para a segurança ativa: medidas antissujeira

Medidas contra o acúmulo de sujeira são outro ramo da aerodinâmica – outra área onde os especialistas em aerodinâmica da Mercedes-Benz tem liderado por muitos anos. O acúmulo de sujeira pode resultar da chuva, dos veículos transitando à frente e dos respingos provenientes das rodas do próprio carro.  Manter as janelas e as superfícies dos espelhos externos tão limpos quanto possível, garantindo assim a melhor visibilidade em todas as condições, contribui para a segurança ativa do veículo.

No túnel de vento, os especialistas em aerodinâmica aperfeiçoam componentes do carro com a ajuda de um líquido fluorescente que torna a sujeira claramente visível. O objetivo é direcionar a água para fora, de forma que as janelas laterais e as lentes dos espelhos externos se mantenham limpas. Isto é influenciado pela geometria da coluna A com seus componentes e a geometria dos espelhos externos e molduras das janelas, ou frisos de acabamento, no caso de portas sem molduras.

Usando o espelho lateral como exemplo, modificações geométricas mínimas na carenagem do espelho e refinamentos em detalhes, como o uso de vedação e de uma faixa especial de retenção da água, permitem que o acúmulo de sujeira seja consideravelmente reduzido. A norma na Mercedes-Benz é que, na chamada área central de visibilidade, não devem aparecer spray, pingos ou gotas d’água isoladas na superfície do espelho.

Continue Lendo

Pesquisar

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar nos títulos
Pesquisar nos conteúdos
Pesquisar nos posts
Pesquisar nas páginas

PARCEIROS

Newsletter

Cadastre-se para receber nossas novidades!

Facebook

Instagram

  • O MEU LADO GARUPA!!!! Arraste para o lado para ver a postagem que tá rolando “ garupa é para as fracas? ”. Mas que pensamento pequeno hein? Não sei quem criou este post e nem quero saber... mas fica uma reflexão. Garupas também são motociclistas, são formadores de opinião ( muitas delas  escolhem a moto que o parceiro ou parceira irá comprar). Escolhem o destino, ajudam no percurso, no aviso de um radar. Garupa tem que saber ser garupa e ajuda muiiiito na hora da pilotagem, principalmente nas estradas off. Sem contar que ser garupa também é uma delicia, a gente pode viajar coladinho, aproveitar e olhar mais para os lados e curtir ainda mais a paisagem, beeeem mais que o piloto. Eu sempre incentivo a garupa aprender a pilotar moto , mas se ela não quer , támbem está lindo, porque ser garupa é maravilhoso, o motociclismo é um universo incrível e fraco é quem vê defeito onde não tem, fraco é achar que viajar juntinho de casal é ruim...aí ai ai... deve ser dor de cotovelo ....sabe de nadaaaaa!!! Até eu que amooooooo pilotar, adorooooo ser garupa pra ficar coladinho no maridonnnnn! Galera lokaaaa minha gentemmmm, larga os rótulos e bora pegar estrada...seja como for, de CG, de GS, no piloto, na garupa... seja como for...! Parabéns @filhasdoventoedaliberdade pela postagem!
  • Aposto que muitos proprietários da Harley-Davidson Fat-Boy nao sabe sobre alguma das histórias e lendas sobre o nome da moto.  E aí?
Por que o nome Fat Boy? Primeira versão mais contada é que foi dado este nome por causa das suas dimensões e do ronco “gordo” do motor V-twin. Mas existe uma outra versão ....Bom, todo mundo sabe que nos dias 6 e 9 de agosto de 1945, foi lançado pelos Estados Unidos duas  bombas atômicas sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, mas que poucos sabem é que as duas bombas se chamavam Fat Man e Little Boy, e foram lançadas por dois bombardeiros Boeing B-29 – batizados Enola Gay e Bock’s Car. 
E muitos acreditam que  a Fat Boy recebeu este nome em “homenagem” às duas bombas e foi apresentada na cor prata com detalhe amarelos por causa dos aviões ( que tinham estás cores). Tanta coincidência...faz bastante sentindo, mas pelo que pesquisei, acredito que seja uma grande Lenda.
  • Quem aí também adora as coisas mais simples de uma viagem? Como...parar em uma beira de estrada, tomar um caldo de cana ( sem ligar para as calorias), sentir o vento, e não pensar em mais nada... ooooohhhh vidãoooo!! Ok que estou de motão, Harley-Davidson Fat Boy, motorzão 114.... mas muita gente aí sabe que dá pra fazer viagens com motos de baixa cilindrada, basta ter o espírito de aventura na veia e claro, a moto revisada e bem cuidada...a viagem não precisa ser longa, a moto não precisa ser grande, e a parada não precisa ser no melhor restaurante.... alias, nem em restaurante precisa ser...te com pouca grana, leva um lanchinho e seja feliz...fica a dica! E você ? O que mais gosta de fazer nas paradas? Cafezinho? Almoçar? Apreciar paisagem? Conhecer um ponto turístico? Bater papo com Namo? Com amigo?
  • Lá vem mais uma super dica de viagem pra vocês...vou contar só um pedacinho do texto que logo logo estará em destaque no site. “Manhã de sábado, peguei a Rodovia Presidente Castelo branco sentido  Boituva/Iperó....
Entrando em Iperó logo segui uma estradinha simpática cheio de paineiras na beira da estrada e barracas de pastel e caldo de cana. Como maioria dos restaurantes estavam fechados, opa, garanti meu almoço ( ou melhor...meio café, meio almoço...ainda era 11h), fui de coxinha e caldo de cana mesmo. Neste sábado fazia muito, mas muito calor....aproveite para curtir a rede que tinha em uma das paineiras e fiquei por ali curtindo o ventinho e admirando a bela estrada e a super Fat....só pensando no meu destino principal... Ipanema...”. uhuuu... conto logo mais....
  • A pergunta agora vai para vocês... me contam aí a diferença do motor 107 para o motor 114? Qual você prefere?  107 é o suficiente pra você?
  • E qual é a moto da Trip? Ela é grande e forte, mas está um pouco escondidinha...em segundo plano na paisagem.Hehe! Amanhã começo a postar mais uma dica de viagem.... sabiam que Sampa tem Ipanema? #publicidade #harleydavidson #harleydavidsondobrasil #acelerada #aceleradas #harleylifestyle #harleyaddicts #aceleradadeharley #mulheresmotociclistas #mulheresdeharley #harleystyle #mototurismo #mototerapia #dicadeviagem #viagem #turismo #turistando #viajaréviver #motoévida #apaixonadosporharley #apaixonadospormotos #onroad #harleysdesampa #harleysdeminas #harleysdesantos #harleysdosertao #harley #fatboy #softailfatboy #harleydavidsonfatboy
  • Feliz aniversário!! Hoje, dia 12 de outubro, Bel faz seu primeiro ano! ♥️ #felizdiadascriancas #aceleradinha #bel #felizaniversario #1ano #primeiroano #primeiroaniversario #luadebel
  • Instagram Image
  • Avaliei o novo APP JEEP TRILHAS. E....galeraaaaaaa, é o aplicativo que faltava!! São muitas opções de destinos para TODOS carros 4x2 e 4x4 ( não só para clientes Jeep). Ah.... ( e olha que vai servir pra motociclista também hihi). Hoje foi avisado online para a imprensa especializada. Mas tive o privilégio de ser convidada para testar o aplicativo ( na prática e na lamaaaa....clarooooo) antes mesmo de lançarem na midia! Uhuuu!!!! Matéria completa no site! #jeeptrilhas #jeepéjeep #appjeeptrilhas #trilheiros #jeepbrasil #jeepnation #mulherestrilheiras #mulheresaovolante #mulheresjeepeiras #4x4 #mundooffroad #offroad #mulheresoffroad #saianaestrada #jeepcompass #jeepcompasslimited #diesel #4x4diesels #suv #suvlife #naestrada #viagem #turistando #salesopolis #salesopolisadventure #nascentetiete

Siga-me!

Mais Acessados

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com