Connect with us

Última notícia

Setembro Amarelo: O motociclismo salvando vidas

Publicado

em

Por Eliana Malizia

Em relato, motociclista revela que quase se suicidou, mas “moto salvou sua vida”.

Márcia* tem pós-graduação, certificações internacionais e uma vista invejável em sua casa reformada. Márcia, porém, passou por uma dificuldade financeira em que teve de decidir se com os R$ 20 que tinha ela voltava para casa ou comprava algo para comer. Uma depressão a fez pensar em tirar a própria vida, mas pilotar a ajudou a passar por isso.

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria realiza a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio. Inspirada pela ação, eu Eliana Malizia, piloto de teste decidi compartilhar a história de Márcia, uma amiga com quem divido a paixão pelas duas rodas.

Acredito, que o suicídio não acontece do nada, ele vem de uma depressão e, muitas vezes, está na falta de um sentido e de um prazer na vida da pessoa. Eu, como motociclista nata, já vi muitos amigos saírem da depressão depois de começarem a viajar de moto, junto com acompanhamento de um profissional, claro. O mototurismo é apaixonante, a conexão com a natureza, a adrenalina e a sensação de liberdade e autoconfiança que ganhamos durante as viagens são inexplicáveis.

“Único momento em que não tinha vontade de morrer era quando subia na moto”

“E de repente me vi sozinha, resolvendo problemas, pagando contas, trabalho não cobria as despesas… Veio então o sentimento de fracasso. Como alguém com vários diplomas entre pós graduação e certificações internacionais poderia estar passando por: ‘tenho 20 reais, coloco gasolina para chegar em casa ou compro algo para comer?’

Nas redes sociais, fotos que retratavam uma vida livre de qualquer sofrimento. Uma vista invejável pela minha janela, mas que eu abominava, pois foi a reforma desse imóvel que me colocara naquela situação.

Eu me isolei. Vergonha por não saber lidar com minhas finanças.

Ao perceber que o mundo seguia e nem percebia que eu deixara de caminhar com ele, decidi que ninguém precisaria de mim e minha ausência não seria notada.

Nesse momento decidi dar cabo da minha vida. E foi quase!

Por sorte, meu anjo estava de plantão e telefonei para uma amiga. Talvez a gratidão por Deus ter me presenteado com a vida e na igreja ter aprendido que é um grande pecado nos desfazermos desse presente.

Foi então que me dei conta de que todos seguiam, sim, comigo. Acreditavam que estava tudo bem pois era o que eu demonstrava: a mulher alto astral, sempre levando otimismo e alegria por onde passasse.

A partir daí resolvi buscar conhecimento juntamente com a sabedoria espiritual. Busquei também ajuda de psicóloga, que foi fundamental. Além de profissional qualificada, se tornou como uma amiga que não julga.

Em meio a essa tristeza enorme, descobri que o único momento em que eu não tinha vontade de morrer era quando eu subia na moto.

Na medida do possível, passei a me dedicar mais ao mundo duas rodas. Despi-me de toda a vergonha e orgulho e fui pedir ajuda dentro desse universo fabuloso!

Passei a pilotar mais e, reabastecida, fui aprendendo o que é esse sentimento terrível de querer se matar. A moto salvou minha vida!

Descobri que não é querer acabar com a vida propriamente e, sim, acabar com tudo que está trazendo angústia para ela. Entendi, então, que muitas pessoas que me fizeram mal é que tinham problemas sérios, não eu. Entendi que precisava filtrar mais pois havia maldade, sim, mesmo que eu não tivesse. Que as pessoas agem por elas e não pelo que ofereço.

O mais importante foi ter encontrado no motociclismo a minha vontade de evoluir. Foi ver que eu servia de inspiração para muitas pessoas e me senti na responsabilidade e grande vontade de poder ajudá-las!!!

Ao descobrir e realmente entender (levou anos) que eu sou a única responsável pela minha prosperidade (entendam aqui como felicidade), passei a superar meus desafios (me recuso a falar problemas) de uma melhor forma. Hoje já não me envergonho de pedir colo para repousar um pouco enquanto busco soluções para algo que me perturba.

Na moto fui aprendendo que sou capaz de muito, algo que eu não imaginava. Passei a conviver com pessoas que me ensinavam, acreditavam no meu potencial e me faziam ver e vivenciar isso. Fui me afastando de quem, mesmo me amando, me podava e me fazia acreditar que eu estava indo além das minhas capacidades. Então, o mundo das duas rodas me trouxe a autoconfiança, a independência e o amor próprio . Em cima da moto eu traço o meu caminho, determino a minha velocidade e a forma como pilotarei minha vida!!!!

Ah, e mesmo estando bem, eu sigo com terapia.” – Relato de Márcia.

Precisando de ajuda? Divulgue contato e suporte gratuíto

www.cvv.org.br

Moto não cura, mas ajuda pessoas a se encontrarem

É triste ver tanta notícia focando apenas em acidentes de motos quando também existe esse outro lado do motociclismo.

Posso afirmar que motos salvam vidas, muitas vidas. Salvam pessoas de depressão, de pensamentos negativos, salvam pessoas do estresse, aliviam dos compromissos do dia dia. Fazer uma viagem de fim de semana ou apenas um simples bate e volta recarrega bateria pra toda semana, inclusive melhora o rendimento no trabalho, o astral e o bom humor. Importante deixar claro, que falo sobre o motociclismo aqui porque sou motociclista, mas cada um pode encontrar sua “válvula de escape”ideal, aulas de dança, corrida no parque, caminhada na rua, artes marciais, pintar quadro, enfim, existem opções de atividades para todos os gostos e bolsos, importante é procurar até se identificar.

A psicóloga e neuropsicóloga Amably Monari, mestre pela USP (Universidade de São Paulo) que também é motociclista, explica como a moto pode ajudar em casos de depressão. ( instagram @psicoontheroad )

“Ter em comum a paixão pelas duas rodas nos transforma em um grupo com características específicas, fazendo com que nos sintamos parte de algo maior que nós mesmos, ou seja, dando um sentido para nossa vida. Além do que, quando fazemos algo que nos dá prazer, nosso cérebro produzir hormônios do prazer, enviando uma mensagem de que aquilo deve ser repetido porque é muito bom. Então pilotamos, pilotamos…. Outro fator importante é que o mundo duas rodas não cura nossa saúde mental, mas proporciona espaços onde podemos explorar nossas inúmeras formas de de ser no mundo.”

A especialista alerta que, por mais que possamos fazer coisas prazerosas e que ajudam nossa saúde mental, são inúmeros os fatores que influenciam na melhora de uma pessoa com depressão.

É preciso, então, procurar ajuda profissional qualificada que não patologize ou medicalize antes de compreender a dinâmica relacional, histórica de vida. É necessário ainda buscar uma alimentação saudável, praticar atividade física e encontrar uma rede de apoio em amigos e/ou família.

“O motociclismo, a meu ver, inclusive para minha própria saúde mental, é essa rede de apoio. É também meu momento de meditação, de desligar da vida caótica. Ou seja, nossa conexão com nossa moto torna-se um vínculo de espaço com nós mesmos, porém não invalida a busca por profissionais qualificados”, completa Amably.

*Márcia é um nome fictício

Eliana Malizia

Repórter e piloto de teste

instragram @eliana.malizia

Www.acelerada.com.br

contato@acelerada.com.br

Continue Lendo

Pesquisar

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar nos títulos
Pesquisar nos conteúdos
Pesquisar nos posts
Pesquisar nas páginas

PARCEIROS

Newsletter

Cadastre-se para receber nossas novidades!

Facebook

Instagram

  • Aposto que muitos proprietários da Harley-Davidson Fat-Boy nao sabe sobre alguma das histórias e lendas sobre o nome da moto.  E aí?
Por que o nome Fat Boy? Primeira versão mais contada é que foi dado este nome por causa das suas dimensões e do ronco “gordo” do motor V-twin. Mas existe uma outra versão ....Bom, todo mundo sabe que nos dias 6 e 9 de agosto de 1945, foi lançado pelos Estados Unidos duas  bombas atômicas sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, mas que poucos sabem é que as duas bombas se chamavam Fat Man e Little Boy, e foram lançadas por dois bombardeiros Boeing B-29 – batizados Enola Gay e Bock’s Car. 
E muitos acreditam que  a Fat Boy recebeu este nome em “homenagem” às duas bombas e foi apresentada na cor prata com detalhe amarelos por causa dos aviões ( que tinham estás cores). Tanta coincidência...faz bastante sentindo, mas pelo que pesquisei, acredito que seja uma grande Lenda.
  • Quem aí também adora as coisas mais simples de uma viagem? Como...parar em uma beira de estrada, tomar um caldo de cana ( sem ligar para as calorias), sentir o vento, e não pensar em mais nada... ooooohhhh vidãoooo!! Ok que estou de motão, Harley-Davidson Fat Boy, motorzão 114.... mas muita gente aí sabe que dá pra fazer viagens com motos de baixa cilindrada, basta ter o espírito de aventura na veia e claro, a moto revisada e bem cuidada...a viagem não precisa ser longa, a moto não precisa ser grande, e a parada não precisa ser no melhor restaurante.... alias, nem em restaurante precisa ser...te com pouca grana, leva um lanchinho e seja feliz...fica a dica! E você ? O que mais gosta de fazer nas paradas? Cafezinho? Almoçar? Apreciar paisagem? Conhecer um ponto turístico? Bater papo com Namo? Com amigo?
  • Lá vem mais uma super dica de viagem pra vocês...vou contar só um pedacinho do texto que logo logo estará em destaque no site. “Manhã de sábado, peguei a Rodovia Presidente Castelo branco sentido  Boituva/Iperó....
Entrando em Iperó logo segui uma estradinha simpática cheio de paineiras na beira da estrada e barracas de pastel e caldo de cana. Como maioria dos restaurantes estavam fechados, opa, garanti meu almoço ( ou melhor...meio café, meio almoço...ainda era 11h), fui de coxinha e caldo de cana mesmo. Neste sábado fazia muito, mas muito calor....aproveite para curtir a rede que tinha em uma das paineiras e fiquei por ali curtindo o ventinho e admirando a bela estrada e a super Fat....só pensando no meu destino principal... Ipanema...”. uhuuu... conto logo mais....
  • A pergunta agora vai para vocês... me contam aí a diferença do motor 107 para o motor 114? Qual você prefere?  107 é o suficiente pra você?
  • E qual é a moto da Trip? Ela é grande e forte, mas está um pouco escondidinha...em segundo plano na paisagem.Hehe! Amanhã começo a postar mais uma dica de viagem.... sabiam que Sampa tem Ipanema? #publicidade #harleydavidson #harleydavidsondobrasil #acelerada #aceleradas #harleylifestyle #harleyaddicts #aceleradadeharley #mulheresmotociclistas #mulheresdeharley #harleystyle #mototurismo #mototerapia #dicadeviagem #viagem #turismo #turistando #viajaréviver #motoévida #apaixonadosporharley #apaixonadospormotos #onroad #harleysdesampa #harleysdeminas #harleysdesantos #harleysdosertao #harley #fatboy #softailfatboy #harleydavidsonfatboy
  • Feliz aniversário!! Hoje, dia 12 de outubro, Bel faz seu primeiro ano! ♥️ #felizdiadascriancas #aceleradinha #bel #felizaniversario #1ano #primeiroano #primeiroaniversario #luadebel
  • Instagram Image
  • Avaliei o novo APP JEEP TRILHAS. E....galeraaaaaaa, é o aplicativo que faltava!! São muitas opções de destinos para TODOS carros 4x2 e 4x4 ( não só para clientes Jeep). Ah.... ( e olha que vai servir pra motociclista também hihi). Hoje foi avisado online para a imprensa especializada. Mas tive o privilégio de ser convidada para testar o aplicativo ( na prática e na lamaaaa....clarooooo) antes mesmo de lançarem na midia! Uhuuu!!!! Matéria completa no site! #jeeptrilhas #jeepéjeep #appjeeptrilhas #trilheiros #jeepbrasil #jeepnation #mulherestrilheiras #mulheresaovolante #mulheresjeepeiras #4x4 #mundooffroad #offroad #mulheresoffroad #saianaestrada #jeepcompass #jeepcompasslimited #diesel #4x4diesels #suv #suvlife #naestrada #viagem #turistando #salesopolis #salesopolisadventure #nascentetiete
  • Este roteiro/dica  foi o que mais tive retorno -  muita gente me mandou mensagem agradecendo - e pelo que tenho visto, muita gente tem ido...leitores, seguidores...até mesmo grupos que organizam passeios. A galera da cidade Paraibuna me enviou e-mail agradecendo pelo agito de motociclistas que tem aparecido por lá desde que minha matéria foi publicada! Então merece este video com alguns dos melhores momentos! Mas m....matéria completa com todas as dicas do roteiro e todas atrações ( são várias) tá lá no site acelerada.com.br @_aceleradas_  @mulheres_de_harley  @elaspilotam @alice_e_sua_harley @daymiiguel @axxisbymt @daya_chalegre @culturalowriderbrasil @lowriders_sp @harleysdesampa @harleysdesantos @harleysdeminas @goprobr @paraibuna.sp @bananinhaparaibuna #publicidade #lowrider #lowriders #harleydavidsonbrasil #harleydavidsondobrasil #harleydavidsonbr #testride #harleybrasil #harleylifestyle #harleydavidsonsaopaulo #goprobr #viagemdemoto #aceleradadeharley #acelerada #mototerapia #onroad #naestrada #mototurismo #turistando #paraibuna #lifestyle #aventura #adventure #mulheresmotociclistas #mulheresdeharley #mulheresinspiradoras #mulheresquelevantamoutrasmulheres

Siga-me!

Mais Acessados

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com