Acompanhe-nos!

Testes e lançamentos

Acelerei as novas motos da Indian: Scout, Scout Bobber e Chieftain Dark Horse

Publicado

em:

Texto Eliana Malizia

Fotos  Gustavo Epifanio.

Convidada da Indian Motorcycle Brasil, fui acelerar os 3 novos modelos de motos 2018; a Scout, Scout Bobber e Chieftain Dark Horse.

Saindo da Capital de São Paulo, até Indaiatuba, em um roteiro alternativo, passando por estradas sinuosas, rodovias e até mesmo congestionamento na saída e entrada de Sampa. O roteiro foi suficiente para testar os novos modelos.

A primeira que acelerei foi o  Scout Bobber.

indian-scout-bobber

Sem dúvidas a que mais me chamou atenção, primeiramente pelo design; com visual minimalista e invocada, a Scout Bobber chegou com uma série de mudanças; partes em preto fosco, guidão mais plano e largo, mudança que deixou a moto com uma pegada mais esportiva.

O mais novo membro da família Scout homenageia as incríveis motocicletas americanas do pós-guerra. A busca por mais desempenho sempre movimentou os apaixonados por motocicletas em todo o mundo. Na década de 40 iniciou-se entre os norte-americanos a tendência de remover elementos supérfluos e reduzir o tamanho até de equipamentos essenciais como para-lamas em prol da redução de peso da moto e, consequentemente, melhora no seu desempenho. Estava dado início ao estilo Bobber que rapidamente se espalhou em todo o mundo. É essa história que a Indian revive com o lançamento da Scout Bobber.

Os Para-lamas curto na dianteira e traseira deixam as rodas mais expostas, reforçando ainda mais o estilo Bobber. O pneu de uso misto é outro diferencial da scout bobber, e sim, é possível pegar uma estradinha de terra com ela, mas de chão batido, claro.

Na estrada pude sentir o motor da bobber, o motor V-Twin de 1133 cc de refrigeração líquida e transmissão de seis velocidades, me surpreendeu, o motor é de fato muito ágil, e a posição de ataque que fiquei nela, foi de pirar. A vontade foi de acelerar até o fim, mas como estava na estrada, me comportei.

Novo logo no tanque não deixa dúvidas que se trata de uma Indian.

indian-scout-bobber-2018

Cores da Bobber: Todas com acabamento fosco: preto, prata e bronze (Black Smoke, Silver Smoke e Bronze Smoke), além do vermelho Indian Motorcycle Red.

Preço Sugerido: R$ 49.990,00

Indan Scout

indian-scout-nova

Exatamente o mesmo motor da Bobber, na verdade poderíamos dizer o contrário, já que a Bobber chegou depois… Enfim, motor V-Twin 1133 cc de refrigeração líquida. A scout 2018 esta com suspensão ainda mais acertada; a dianteira do tipo garfo telescópico com cartucho interno e tubos de 41mm de diâmetro e curso de 120mm. Na traseira o sistema de suspensão é por balança de alumínio forjado e duplo amortecedor com novas molas de duplo efeito e acabamento com pintura em na cor cinza, regulagem de pré-carga de mola e 76mm de curso.

Banco da garupa agora é de série, chassi em alumínio, agora pesa menos. Resumindo, a moto esta mais confortável em todos aspectos, na estrada, para garupa, e sem contar o cambio e embreagem extremamente macios, o que permite pilotar tranquilamente por mais tempo, seja na estrada, ou no transito.

Com 244 Kg (à seco), ela é a mais leve da categoria. Na estrada, isso se percebe nas curvas onde não há oscilações de direção (comumente provocadas pela torção do chassi) e nas retas a moto mantém a mesma linha, mesmo em velocidades elevadas.

Um outro destaque é o acesso de forma rápida e simples à bateria e outros componentes elétricos localizados sob o assento.

O painel é dotado de um velocímetro analógico e mostrador digital multifunção, com hodômetro, hodômetro parcial, conta-giros, temperatura do motor e relógio. Todas estas funções são acessadas por um botão no punho esquerdo do guidão, tornando o seu acesso simples sem que seja preciso tirar as mãos do guidão e nem perder a atenção da estrada.

indian-scout-2018

Cores: preto (Thunder Black) e vermelho (Burgundy Mettalic), além de uma nova opção bicolor, nas cores azul e branco (Brilliant Blue & White).

Preço Sugerido: R$ 49.990,00

Outro lançamento, a Chieftain Dark Horse.

Chieftain-Dark-Horse-indian

Esta sou suspeita para falar, fiquei extremamente impressionada. Quando chegou a minha vez de pilota-la no transito caótico de São Paulo, eu tremi na base. Pensei comigo, pronto, vou ficar pra trás. Que nada, mero engano… Pilotei a moto com uma facilidade, que mais parecia estar com uma moto menor e bem mais leve. A ciclística é fantástica e em momento algum senti o peso da moto, até mesmo na hora de parar no farol, ela é toda macia.

Na estrada, pude acelerar mais forte, e ela mostrou para que veio, é…uma verdadeira estradeira. Eu não quis mais larga-la, afinal, encontrei nela, elegância, conforto, torque, leveza e mais, música. Quer coisa melhor que pilotar na estrada ouvindo seu playlist?

indian-Chieftain-Dark-Horse

Outra mudança importante está no para-lamas dianteiro aberto que mantém a roda mais exposta e com um aspecto mais leve, além de destacar as novas rodas aro 19 com dez raios e acabamento preto brilhante.

Desenvolvida para entregar a perfeita combinação entre potência e conforto, a Indian Chieftain Dark Horse está equipada com o motor V-Twin Thunder Stroke 111 de 1811cc, câmbio de 6 marchas, sistema de partida sem chave, cruise control, lampejador de farol, para-brisa elétrico, monitoramento de pressão dos pneus, alarme imobilizador, sistema de áudio de 100 watts e travas elétricas dos alforjes por controle remoto, além de contar com o sistema Ride Command: display de 7 polegadas touchscreen, tela de alta resolução e sensível à luva, sistema de navegação, Bluetooth, entrada USB e 8 telas para personalização de informações.

teste-indian-dark

Cor: preto fosco (Black Smoke).

Preço Sugerido: R$ 94.990,00

Importância Histórica

Os modelos da Indian Motorcycle chegaram ao mercado como objeto de desejo. Isso se explica com a relevante história da marca, fundada em 1901, nos Estados Unidos. Em poucos anos, a companhia criou o primeiro motor americano V-Twin a 42 graus para motocicletas. Com isso, as motos produzidas pela empresa foram responsáveis por diversos recordes de velocidade e distância dos Estados Unidos, tornando-se líder de mercado, chegando a 32.000 produtos comercializados em 1913. Além disso, a Indian Motorcycle foi a responsável por desenvolver soluções inovadoras que vieram a se tornar bastante comuns para o mercado de duas rodas, como a suspensão dianteira ajustável, a partida elétrica, a iluminação elétrica, a suspensão traseira tipo “Swinging-arm”, o acelerador rotativo no punho e a transmissão com duas velocidades.

moto-indian-teste

Durante a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais, a Indian Motorcycle direcionou seus esforços para atender demandas militares. O modelo Powerplus era durável, confiável e possuía um poderoso motor que atendia as necessidades das tropas.

Em 2011 a Polaris Industries adquiriu todos os direitos sobre a Indian Motorcycle, preservando a herança e a importância histórica para o setor de duas rodas, mas focando no futuro, com produtos modernos e com tecnologia de ponta. Esse retorno tornou possível que os amantes de motocicletas pudessem finalmente realizar o sonho de ter um modelo da marca.


Mais Acessados

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com